O site da sua imobiliária não está com bom desempenho no Google? Confira algumas dicas. 3 meses ago

google

Você investiu um bom tempo na criação do site de sua imobiliária, investiu dinheiro e finalmente lançou o site, depois de muita expectativa você tem percebido que os resultados não são aqueles que você esperava.

Aliás, estão bem aquém disso, já que sua página não tem aparecido no topo das buscas do Google. E o número de acesos está baixo. Afinal, o que pode estar provocando isso? Se essa é a sua angústia, esse texto é para você.

Aqui, preparamos um texto rico, com tudo o que você precisa parar de fazer para melhorar seu posicionamento no Google.

Flash

Pode parecer um recurso muito bonito, encher seu site com animações em flash, para mostrar a estrutura de sua imobiliária ou mesmo alguns imóveis que você deseje destacar.

Mas, o que pode parecer bonito a seus olhos, não é uma boa ideia para o Google. Não mesmo. Isso porque os robôs do Google, que fazem a avaliação dos sites, não são capazes de interpretar recursos em flash.

Essa incapacidade acaba prejudicando, e muito o seu site, já que o endereço não aparece entre os sites mais buscados, reduzindo assim sua visibilidade e, também, o número de negócios que você poderia fechar.

Por isso, é muito importante evitar recursos em flash, para que seu site tenha um bom posicionamento no Google. Até porque vários navegadores estão retirando o suporte ao flash, o que vai reduzir consideravelmente sua audiência.

Música

Mesmo nos dias atuais, alguns sites cometem o grande pecado de aplicar músicas automáticas em cada página que o internauta visite. Além de incômodo, esse recurso deixa os sites mais pesados e impede seu acesso por dispositivos móveis.

Então, se você não quer continuar perdendo posições no Google, evite esse recurso, por mais que ele pareça “erudito” à primeira vista.

Redirecionar para links externos

Muitas vezes, na ânsia de fornecer mais informações aos internautas que acessam o seu site, algumas imobiliárias colocam links externos, que redirecionam os visitantes para endereços que estão fora de sua página.

Essa estratégia, que à primeira vista parece uma boa saída, na verdade é uma péssima ideia, porque redireciona uma audiência que viria para o seu endereço para outros sites, levando consigo potenciais clientes.

Uma forma de acabar com esse problema é, justamente, inserir as informações em outras janelas, abertas dentro de seu próprio site, permitindo que os internautas permaneçam em seu endereço, mesmo que seja necessário fazer outras pesquisas.

Aparência descuidada

Sabe aquele velho ditado, que diz que a primeira impressão é a que fica? Isso vale não apenas para nosso visual, mas também para os sites. Você teria coragem de acessar um endereço descuidado, mal elaborado e com uma estética ruim? Certamente não.

Então, é importante avaliar seu site não tem muitos pop-ups, se a busca por itens no endereço é simplificada e se tudo está explicado de uma forma que os internautas poderão encontrar facilmente.

Sem esses cuidados, você verá que seu site estará sempre com um baixo rankeamento no Google, o que prejudica não apenas sua audiência, mas principalmente seus resultados financeiros.

Veiculação de conteúdo duplicado

Muitas pessoas já sabem, mas copiar conteúdo, seja parcial ou integralmente, além de passível de punições monetárias e processos, é visto como algo extremamente negativo pelo Google.

Tanto que para os endereços que realizam esse tipo de prática, o que costuma acontecer é que a página é retirada dos mecanismos de busca, simplesmente deixando de aparecer para os usuários.

Isso não significa que sua página vai ser retirada do Google. Nada disso. O que vai acontecer é que endereços com conteúdos copiados vai parar lá nas últimas páginas. E quem tem paciência de procurar até o final? Quase ninguém.

Incompatibilidade com dispositivos móveis

Esse grande pecado, acredite, ainda é cometido nos dias de hoje, onde todas as pessoas têm um celular, e grande parte delas acessa a internet apenas via dispositivos móveis.

Por isso, nem precisaríamos dizer o quão nocivo para o seu site é virar as costas para a compatibilidade do conteúdo com dispositivos móveis, não é mesmo? Então, se você ainda acha que apostar nesse tipo de cuidado é uma despesa a mais, repense.

O acesso via dispositivos móveis é tão importante que até o próprio Google incluiu essa precaução entre os critérios que influenciam no lugar que um site ocupa no rankeamento.

Então, confira sempre como está seu comprometimento com o acesso via celular e, se não tiver pensado muito nestas ferramentas, é hora de agir e modificar seu site, para melhorar sua posição no Google.

Hospedagem

Por fim, a hospedagem de seu site pode ser um grande problema, contribuindo para que o posicionamento do endereço seja ruim. Como? Se o servidor que você utiliza sai do ar com frequência ou demora para carregar o seu site, é hora de trocar, pois isso prejudica sua posição no Google.

Um site de imobiliária, durante todo o tempo, hospeda imagens em alta resolução de imóveis, correto? Por isso, o servidor escolhido deve ser o que apresenta o menor risco de sair do ar da noite para o dia, seja por excesso de acessos ou carregamento de FTP. Na dúvida, opte sempre pela hospedagem dedicada!

 

Precisando de uma consultoria séria e comprometida para otimização do seu site e das campanhas online da sua imobiliária? Conheça a 99web e saiba como nossos especialistas em marketing digital imobiliário podem ajudar.

No Replies on O site da sua imobiliária não está com bom desempenho no Google? Confira algumas dicas.

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>